Turismo de Negócios de BH

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home

AVIANCA ESTREIA QUATRO VOOS DIÁRIOS DE CONFINS A GUARULHOS.

E-mail Imprimir PDF

Os voos fazem parte da estratégia da empresa de retomara operação no aeroporto mineiro

O aeroporto de Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, ganhou nesta segunda-feira a operação de mais uma companhia aérea. A Avianca reestreou no terminal fazendo a ligação com Guarulhos, em São Paulo, em quatro voos diários. A empresa é a sétima a ter atividades em Confins. Os voos partindo do terminal mineiro serão operados por aeronaves do modelo A320. 

O batismo do voo – uma espécie de cerimônia em que o avião, após aterrissar, passa por dois caminhões que jogam jatos de água na aeronave -, ocorreu na manhã de hoje. Os horários das partidas estão distribuídos ao longo do dia, sendo o primeiro às 6h da manhã, saindo de Confins e o último às 18h45. No sentido contrário, a primeira partida ocorre as 7h20 e o último as 20h35, de segunda a quarta-feira. De quinta a sábado a partida de Guarulhos ocorre às 20h45, e aos domingos às 21h30. 

De acordo com o Tarcísio Gargioni, vice-presidente da Avianca Brasil, o momento é de retomada. “Era um a frustração não estar operando em Belo Horizonte. Hoje estamos no momento de celebração. Não só pelo momento, mas pela forma e consistência com que estamos operando”, afirmou. 

Até janeiro de 2015 a companhia operava com um voo em Confins, fazendo a rota BH/ Brasília à noite. Mas, segundo Tarcísio, a operação "era ruim" e a empresa preferiu deixar de operá-lo. “Nós achamos que um voo, nesse horário, era um serviço ruim para o público e para o mercado mineiro. Aí nós decidimos parar e começar a trabalhar para ter uma operação consistente”, esclareceu. 

Para o retorno, de acordo com o vice-presidente, foram contratadas 40 pessoas para trabalhar em Confins. A empresa afirma que há interesse em operar voos direto de BH para o aeroporto de Congonhas, na capital paulista, por exemplo, mas não há expectativa no momento, já que o terminal paulistano opera em sua capacidade máxima. “Nossa expectativa é sempre expandir, mas no momento não há essa previsão”, disse. 

Sobre a discussão sobre a possível retomada de voos nacionais no Aeroporto da Pampulha, em BH, o presidente da companhia área disse que a questão está pacificada: com os voos regionais ficando destinados ao terminal em BH e os nacionais e internacionais em Confins. “Se um dia a Avianca resolver fazer voos regionais, a empresa vai se interessar em operar na Pampulha”, afirmou. 

Desde que assumiu o comando de BH, em janeiro, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) vem defendendo uma retomada da operação de voos de grande porte no terminal. A primeira manifestação foi em fevereiro, quando ele anunciou que pretendia adotar medidas para tentar reativar o aeroporto. Em maio deste ano, a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) chegou a aprovar a liberação de voos de grande porte na Pampulha, durante reunião da diretoria colegiada.

Na ocasião, quatro dos cinco diretores aprovaram a medida. No entanto, pouco mais de uma semana depois, o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil baixou a Portaria 376/17, que determinou que a operação dos serviços aéreos ficaria limitada a rotas regionais, preservando o modelo atual de operação. 

Fonte: Estado de Minas

LAST_UPDATED2